O que você precisa cuidar ao criar seu site para médico

Entenda como faz toda a diferença realizar este projeto com profissionais que, além de conhecimentos de publicidade e desenvolvimento, já tenham contato com as restrições éticas da área médica.

Comunicar qualquer serviço ou produto exige cuidados, mas na área da saúde os mesmos precisam ser redobrados. Ao gerar um site para médico ou profissional da saúde, além de dar atenção às questões de tecnologia, marketing e conteúdo, também é preciso estar atento às normas estabelecidas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

Relacionamos abaixo alguns dos cuidados necessários durante a criação de um site para médicos e que fazem parte do serviço que oferecemos. 

Informações

Um bom site deve ser fonte de informação. Por isso, elas devem ser completas e corretas. Além disso, é importante avaliar a arquitetura da informação, de forma a criar uma hierarquia de leitura que guie o usuário a consumir o conteúdo na ordem de importância determinada, para facilitar conversões, ou seja: agendamentos.

  • Especialidade e serviços: ao chegar no site, o paciente deve logo entender qual a especialidade daquele médico e quais serviços oferece (consultas, procedimentos e cirurgias, por exemplo) para confirmar se é aquilo que ele está procurando. Também é interessante explicar com mais detalhes como funcionam os mesmos. Isto otimizará o tempo de atendimento presencial, pois algumas dúvidas já estarão sanadas.
  • Currículo do médico: informações completas de formação, residência, experiências, especializações e outros estudos ajudam a passar confiança e credibilidade, além de aproximar o médico como humano, mostrando todo o caminho que ele trilhou para ser quem é agora.
  • Informações úteis: quais os planos de saúde aceitos pelo seu consultório? Em que locais o médico atende? Onde realiza cirurgia? Quais as preparações para determinada cirurgia ou exame? Existe restrição para algum tipo de procedimento? Quais são? Ao eliminar possíveis dúvidas do paciente, já estamos um passo à frente no relacionamento com ele.
  • Contato: hoje, é interessante ofercer diversas formas de contato. Assim, independente da preferência do usuário, sabemos que ele terá a opção desejada disponível. Telefone, e-mail e endereço já são de praxe. Mas contar com número para atendimento via WhatsApp, chat dentro do site, formulário de envio e redes sociais são alguns extras que podem ser determinantes para que este contato aconteça.

Visual

Um site que traz resultados sempre está acompanhado de um bom visual. Design, além da beleza, é o que torna uma página funcional e faz com que ela passe a mensagem desejada. Um layout clean, que utiliza bem as cores, os espaços e fontes apropriadas valoriza a informação e o trabalho do médico como um todo. 

  • Identidade visual: o conjunto de elementos que define a identidade visual de um médico deixa claro qual a sua especialidade não apenas através de texto, mas de outros recursos que tornem fácil a compreensão. Estes padrões irão guiar toda a criação, do site à papelaria, passando pelas redes sociais.
  • Layout: imagine o site de uma floricultura. Agora pense como seria o site de um restaurante italiano. Essa imagem que lhe veio à cabeça, serviria como um site para médico? Provavelmente não. O layout tem a propriedade de construir o significado do conteúdo pela imagem, mesmo antes dele ser lido – o que chamamos de semiótica.

  • Fotos e imagens: outro componente visual importante é a fotografia. Não apenas elas, mas outras imagens como gráficos e ilustrações precisam ser escolhidos minuciosamente para que se encaixe com o projeto como um todo. O designer também saberá utilizar técnicas para que as imagens não pesem demais, deixando o site lento.

Tecnologia

O conceito de site já existe há quase 30 anos. O que muda são as tecnologias que vão se atualizando. Hoje, há, cada vez mais, novas ferramentas e facilidades que podem ser implementadas para tornar a experiência do usuário melhor.

  • Botões: os botões e links deixam a navegação mais fácil e podem ser decisivos para um contato. Por exemplo: entre clicar em um botão que leva direto à conversa no WhatsApp e ter que digitar o número no celular, é possível que o paciente acabe optando por nem iniciar o diálogo.
  • Mobile first: hoje, mais de 60% das buscas no Google são feitas a partir de smartphones. É essencial que o site seja desenvolvido pensando na adaptação para todas as telas (responsivo), mas focado, primeiro, na leitura no celular.

  • Ferramentas de segurança: a internet é um ambiente de muita vulnerabilidade, nunca se está 100% seguro. Mas existem formas de proteger um site ao máximo, o que, além de promover segurança para o seu dono, ajuda a ser melhor rankeado nas buscas. O certificado de segurança digital (SSL) pode definir a escolha do Google na hora de levar um usuário ao site ou não.
  • Integração com ferramentas de marketing e métricas: criar anúncios para gerar mais visibilidade e depois poder contar com análises de dados das pessoas alcançadas são algumas das vantagens do Google Ads e Analytics. Estas informações também ajudam a trazer insights para trilhar estratégias de marketing.

Agora que você já tem uma ideia sobre os detalhes e cuidados especiais necessários para criar o seu site, pode considerar contratar uma empresa de confiança. Afinal, o site se torna parte do seu negócio, gerando resultados, atraindo pacientes e dando notoriedade ao seu nome e carreira.  

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no print
Print

Conteúdos relacionados

Sobre

EVOLUA DOUTOR é uma empresa de soluções digitais para profissionais de saúde, criada em 2018, que faz parte do Grupo Evolua Online, juntamente com o portal de notícias Evolua Saúde

CNPJ: 30.724.537/0001-65

Contato